31 de janeiro de 2019

do momento sem título


a vida pulsa e o tempo corre.
em mim algo pulsa e eu corro com o tempo.
arranjo de momentos e flores que passam, que murcham, que secam no seco do cotidiano.
em mim, ficam os calos da corrida que não pulsam, mas latejam.
memória é este calo que pode murchar e secar.
ou não.
em mim, ficam; enrijecidos, ásperos.
eu fico áspera no correr da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog