31 de outubro de 2016

Inexpressividade


Os sons
Dos teus dons
No teu ser

Tuas palavras
Declamadas
Em meu ver

Te ouvir
E só sentir
Me perder

E não saber
Como saber
Dizer-te

E sim querer
Não querer
Calar-me

Sem palavras
Agradecer-te

Com palavras
Parabenizar-te

4 comentários:

  1. com palavras, digo que é sempre uma emoção agradável, ler-te.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também com palavras, agradeço a ti pelo entusiasmo. É sempre bom te ver por aqui.

      Excluir
  2. Tu é tão expressiva quando te recolhe em ti, que até dá do que há por vir, não sem porvir, é por vir mesmo.
    Isso foi um comentários de saudades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que belíssimo! Com um comentário tão belo quanto este chega a me dar vontade de publicar algo todos os dias...

      Excluir

Pesquisar este blog