23 de março de 2016

Ver ou ser fantasma



Consegue ver o fantasma?
É o que fui.
É o que sou.
Talvez eu não passe dessas meias palavras
que talvez nunca encontre o seu bom entendedor.
Talvez eu não passe desses versos incoerentes.
Talvez eu não passe de um "talvez"
que talvez um dia passe.
Mas por enquanto sou só eu, este fantasma,
sempre a encarar-me
e nunca a assustar-me.
Consegue ver meu fantasma?
Não.
Claro que não.
É só um esboço do que posso vir a ser.

Isto se encaixa no que já sou?

2 comentários:

  1. Não é a do que foi, mas a do que poderia ter sido, a saudade cujo vazio é mais doído.
    GK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah! isso de ser quase é o que me mata e o que me mantém viva..

      Excluir

Pesquisar este blog