3 de novembro de 2015

Além do que eu


Tenho em mim que gosto muito de você. Gosto além... Além do que eu e você podemos crer. Seus olhos parecem ler minha alma e eu me esforço para ler a sua. Somos tão contraditórios. Você tão solto, tão fácil, e eu tão difícil e tão fingidora... Eu sei que você sabe ou pelo menos acredito que saiba o quanto estamos conectados. Um toque por acaso é sempre o mais delicado. Um encontro de olhares é sempre o mais profundo. Um sorriso qualquer parece ser direcionado. E ainda assim tentamos controlar o que há por dentro, o incontrolável. Não faço a mínima ideia do que sinto, apenas sinto que sinto. Sentimento estranho é esse, nos devasta e faz com que nos sintamos bem ao sermos devastados. Um sentimento tão forte que só pode ser dito aos sussurros... Mas você ainda não está maduro para lidar com este sentimento. Pois quando estiver, vai conseguir ver além dos meus olhos e, quem sabe, entender minhas manias.



Um comentário:

Pesquisar este blog