8 de abril de 2015

Deixa pra amanhã


Deixa pra amanhã a dor de hoje. O cansaço já não me permite sentir nada. Até mesmo essa sensação de incompetência me abandona um pouco. Nem me importo mais com os afazeres que me cansam mais do que eu posso. Só por hoje não quero ter que dormir tarde, pensando no que não deu pra fazer, pra no outro dia ter de acordar cedo. Então, deixa pra amanhã essas preocupações, porque a mente também tem que descansar. Está tudo tão confuso e essa maldita confusão não se cansa.
É pouco corpo para tanto.
É uma luta difícil, mas mais difícil ainda é viver nessa luta. Deixa pra amanhã a vida, viver é mais vital. É uma guerra, eu peço somente um pouco de paz. Descansar minha alma no sono e acordar o corpo quem sabe... nunca mais?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog