11 de março de 2015

Looks extraordinários: It's summer (Moda feminina)


É possível se manifestar em favor da diferença individual através do modo de vestir. Claro que não é tão impactante quanto os movimentos de igualdade social/humana e revoltas, mas já é um aspecto que ajuda a solidificar a personalidade e identidade de cada um. Também é muito claro que tecidos não definem o caráter de ninguém, são só tecidos, e esse senso comum acerca da vestimenta deve ser erradicado.
Devo tá usando uma linguagem um tanto diferenciada do usual quando o assunto em questão é moda, tudo isso porque comecei a olhar pra esse  esse movimento (tão presente na sociedade) com outros olhos. Por isso enfatizo novamente: vestimenta não define caráter, no entanto pode expressar algo que quem o usa quer dizer. Ah, isso tudo é muito louco, e só falei pra contagiar vocês com minhas loucuras e reflexões. Acho que todo esse calor tá afetando meu psicológico :P

Enfim, a mensagem que deixo pra vocês é: usem o que quiserem independente da opinião alheia. Extravase se necessário. A moda foi feita pra nos divertir e se adequar aos nossos gostos (não o contrário).
Agora podem se deliciar com alguns looks cara de verão seco e verão chuvoso (não é porque é verão que vai ter de ser calorento).














São poucos os looks coloridos, porque também quero enfatizar que o fato de ser verão não te obriga a se vestir como se fosse fazer apresentações em um circo. E se você gosta de colorir também não precisa ter medo. Você pode vestir o que quiser... VOCÊ. Pra isso somos sim donos dos nossos narizes.

4 comentários:

  1. Ameeeeeeeeei! Um look mais lindo que o outro :D
    Beijos, Isa.

    It's Zabella

    ResponderExcluir
  2. Não sou fã de consumismo ou da moda como ditadura, mas tenho que admitir: poucas coisas são tão bacanas quanto nos sentirmos bem com a roupa que estamos vestindo! Um olhar superficial pode achar minha afirmação bastante fútil, mas a explicação para ela é: andar bem vestido faz com que nos sintamos vestidos com nossa própria autoestima. Estando a autoestima diretamente relacionada com nossa autoconfiança, passamos, dessa forma, a nos sentir melhor "dentro de todo". Isso puxa para o lado do que você disse: autoafirmação. Vestir o que gosta sem ligar para opinião alheia. Ah, ser feliz de uma vez!

    Muito inspiradoras as composições selecionadas ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca Lari, você resumiu no seu comentário exatamente tudo o que eu quis dizer... O problema é que eu sempre dificulto tudo. E por mais que digam por aí que roupa não leva felicidade a ninguém, deve-se reavaliar sobre que tipo de felicidade se trata. Porque a autoestima elevada resulta numa satisfação consigo mesmo, e um ser satisfeito é um ser feliz!
      Conversa de doido :s mas são essas certas loucuras que nos levam a evolução.

      Excluir

Pesquisar este blog