9 de março de 2015

Esse conceito de "normal" é muito anormal


É revoltante saber que a maioria ainda pense assim. É de ter pena da maioria daqueles que defendem que todos são diferentes e ainda assim estabelecem um padrão chamado normalidade. E quem são os normais? Todos esses que agem em prol dos outros com hipocrisia? Todos esses que agem como se fossem robôs? Todos esses que apontam e julgam aquele que segue seus próprios conceitos? Por favor me respondam! Quem são os normais? Porque pra mim, no fundo e na borda, eles são os anormais, seres peçonhentos que invadiram este planeta e estabeleceram regras para seres não pensantes. Eles são seres não pensantes, que pensam estarem certos. Mas na verdade esse pensamento é só outra coisa automática que todos eles têm. São tão iguais que parecem ter a mesma placa mãe, e se não fossem robôs eu diria que são apenas duplicações oriundas de uma só bactéria. Coitados! Vai ver é isso mesmo. Pensam que são vários e na verdade são cópias de apenas um. Um ser anormal que conseguiu perpetuar seu gene intacto através de outros. Todos carregam consigo o DNA idêntico, de maneira que até pensam identicamente. São tão anormais e surreais que nem parecem reais. Mas ainda sim são.
E eu, que consegui fugir do padrão e faço parte do que chamam de anormal, posso ver como tudo se inverte. Ultrapassar os limites do habitual, ser e fazer a diferença, faz de mim apenas alguém comum e não generalizado. Porque também há outros que se deparam com essas reflexões e percebem aquilo que a cegueira da sociedade conservadora não nos permite... Que no fundo (e na borda) somos nós que temos a razão e somos nós os únicos capazes de levar essa espécie a uma evolução.

2 comentários:

  1. Sei bem o que é se irritar com tudo isso, por isso prefiro não critica-los, mas sim considerar que eu não faço parte desse planeta. Faz mais sentido pra mim. E outra, pior do que ver os normais tentando criar mais iguais a eles, é ver normais dizendo ser anormais. kkk' o/

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog