25 de outubro de 2014

Apenas compreenda que eu possuo intervalos


São sempre nessas andanças, em que saio perdida, onde me encontro e retorno à vida. Me sinto mais livre quando saio assim, sem rumo e sem dar satisfação, demorando o tempo preciso para que algumas coisas se organizem em minha mente, tão confusa que suspeito não pertencer a mim. Me sinto ais livre ao voltar, porque sei que não estou voltando por obrigação, mas porque deu vontade, porque deu saudade... A gente só dá o verdadeiro valor a um lar depois de enfrentar as dificuldades dos caminhos fora dele. Não quero voltar para alguns braços porque tenho essa obrigação, ou não me confortarei. Só quero voltar quando eu ter encarado as diversas faces do mundo, e tiver a certeza de que esses braços possuem o melhor dos confortos. Mas é voltar pra não partir mais.
Apenas compreenda que eu possuo intervalos, que eu preciso de intervalos.

- Katarine Norbertino

2 comentários:

  1. Cada um com seus intervalos. É meio louco pensar sobre eles pois, quando você precisa de alguém essa pessoa não está disposta, e quando outras pessoas querem é você que não quer mais, isso complica as vezes. Os meus intervalos demora uma vida inteira... lol eu entendi o texto da mesma forma que não entendi nada, acho que isso me faz compreender completamente kkk enfim gosti o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo assim. Só que muitas vezes somos obrigados a quebrar essas barreiras dos intervalos porque os outros são mais importantes.
      É quase isso o que acontece comigo aqui no blog, sumo de vez porque preciso de tempo (intervalo) e volto de vez porque não consigo ficar longe....

      Excluir

Pesquisar este blog