24 de abril de 2014

Sentimentos às portas


O amor bateu na porta,
mas o orgulho não o deixou entrar
Porque da última vez ele foi embora
Deixando a solidão em seu lugar

A paixão veio junto
Trouxe consigo a desilusão
No fim das contas a desconfiança
Trancou as portas do meu coração

O amor foi persistente
E avisou que iria arrombar,
mas não o suficiente
Pois o orgulho não queria deixar

Depois de muito diálogo,
a confiança foi conquistada
E isso foi o bastante
Para que as portas fossem destrancadas

A paixão entrou de vez,
acompanhada pelo desejo
Na confusão que se fez
senti o calor de um beijo.

- Katarine Norbertino

4 comentários:

  1. Se eu gostei do poema? Sim eu gostei. Se eu amei esse blog? Sim eu amei. Haha. Não a pessoa mais qualificada pra falar de Poema, mas sim esse é muito bom, e está salvo no meu Evernote já haha. Seguindo. Beijos

    Foreverteens2.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwwn *-* Isso me deixa mto feliz!
      Seja bem-vinda lindaa!

      Excluir
  2. Lindo, Kate!! Tu samba na cara do recalque u.u e o amor na cara do orgulho u.u loooooool taparei u-u
    Bjocas!!

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog