7 de setembro de 2013

Resenha: O caçador de pipas


Sinopse:
O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas...


 E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado. 


Minha Opinião:
Este livro é simplesmente ótimo! Fim de resenha... kkkkk' Tá, não é o fim da resenha, mas a primeira frase já simplifica tudo. Não se enganem com o título, "O caçador de pipas" não é um conto de fadas, sobre um aventureiro que caça pipas. É um livro bem realista e até mesmo irônico (pelo fato de ter um nome bonitinho e tals). O livro retrata a triste realidade dos países islâmicos, (Paquistão, Afeganistão, Irã, etc) o tanto que eles sofreram (e até mesmo, sofrem) com as guerras e, principalmente, com o preconceito. Já ouviu falar na Segunda Guerra Mundial? Onde Hitler (o encapetado) saiu aniquilando todos aqueles que ele não considerava de raça? Pois é, as guerras que ocorreram, e ocorrem, nesses países citados são mais ou menos assim, só que um pouquinho diferentes. Não vou explicar, porque é complicado explicar tudo em uma simples resenha, e é bom que já desperto a curiosidade de vocês para lê-lo. Mas, já vou avisando, o livro é muito realista, e até mesmo, pesado. Mas é um ótimo livro, porque te faz apaixonar por simples atos, e perceber até que ponto pode chegar a humildade e lealdade de um homem. No início tudo é um mar de rosas (chato), mas depois a coisa começa a ficar ruim... Comecei o livro com ódio do Amir e muito decepcionada com as atitudes dele, mas ao decorrer do livro o compreendi (e até me coloquei em seu lugar). Já o Hassan, o amei a princípio e, o amei mais ainda no fim.


Quotes:

Mas é melhor uma verdade que dói, do que uma mentira que conforta.

E esse é o problema das pessoas que são sinceras: acham que todo mundo também é.

Autor: Khaled Hosseini

Páginas: 368

Editora: Nova Fronteira 

2 comentários:

  1. O livro é bom, sei disso pois Kate já me contou como tudo aconteceu, cada detalhe, cada detalhe meeeeeeeeeeesmo kkk' ^-^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha' Ah, sacomé né kkkkk' Detalho tudo mesmo ;) É porque gosto de fazer as pessoas sentirem a mesma emoção que eu.

      Excluir

Pesquisar este blog